domingo, 3 de abril de 2011

Sepultura e Ozzy em SP


Sábado cinzento... mas a noite traria um evento ímpar. Diferente da merda de organização do SWU, o show do Sepultura e Ozzy primou pela qualidade e respeito ao público. Poucas vezes fui num show que tudo funcionou acima do esperado. Não houve fila e tumulto para entrar, o bar estava vendendo Heineken trincando, sem esperas. Banheiros sem fila (quando precisei ir), público variado e comportado, não vi um desentendimento. Shows pontuais e apenas 30 minutos de caminhada do metrô, que me permitiu voltar para casa tranquilo. Meia noite e pouco eu estava no chuveiro!



São Pedro nos castigou com chuva pesada e fria, literalmente até minhas cuecas estavam molhadas, mas foi só um "charme" nesta noite de festa. A banda mineira arrebentou, mas eu sou suspeito para falar. Mesmo suspeito, duas coisas me chamaram a atenção: O Xisto estava alucinado, nunca o vi assim! Ouvi no meio do público elogios rasgados para o Sepultura de todos os lados. Repertório enxuto e concentrado: fantástico. Uma hora precisa de alto e bom som desde o primeiro acorde.


Tudo isso ao lado do Yuri, Bruno, Rodrigo e o tiozinho vovô doente Fabrício. Foi bom demais estar com estes comédias. Aliás estou devendo cerveja para todos, não levei "troco" e o dinheiro que tinha guardei para um eventual táxi.


21:30, pontualmente e sem frescuras Ozzy aporta. Ele está zoado, parece o Mumm-Ra do Thundercats, mas seu sorriso de satisfação ao jogar espuma na platéia é jovial e engraçado. Show "bão", belo set list com algumas ausências como No More Tears e nenhuma música do Ozzmosis. Não faltou War Pigs, Iron Man e Paranoid para delírio de todos. Só foi um saco os intermináveis solos de Guitarra do Gus G. e do baterista... um porre... chato demais, mais de 10 minutos de fritação que podiam ter sido substituidos por mais umas 3 músicas do Ozzy.


Volta a chover com mais intensidade, deixando a noite com uma sinestesia única, todos os sentidos sendo provocados simultaneamente! 23:02... acaba o show sem direito a bis. Um pouco de decepção, mas valeu cada música, cada segundo numa festa de celebração ao nosso velho Heavy Metal, que congregou pessoas de todas as idades de modo democrático.


jk

3 comentários:

  1. Ricardo Moscarelli4 de abril de 2011 10:07

    porra Kuhar.....vc falou que não iria...ou eu entendi errado?? eu fui tb..podiamos ter tomado uma heineken....fica p outra!! absss

    ResponderExcluir
  2. QUE DEMAIS, COISA.
    PUTA POST LINDO

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails